Culpem Jay Park por meu amor ao HipHop!


Em um belo dia, a 5 anos atras eu fui levada ao mundo do kpop novamente, eu comecei como qualquer um BigBang, SuperJunior, 2PM, 2AM, MissA e muitos outros que já até passaram pelo disband. Mas graças ao 2PM eu acabei conhecendo o Jay Park e me apaixonando por esse menino anãozinho, foi graças a ele que me interessei por Hip Hop. O mérito do meu amor por esse universo não é só dele, claro, eu já amava o T.O.P e aquele olhar que engravida todo mundo, mas graças ao Jay Park eu acabei me jogando de cabeça.

Foi graças ao álbum FreshA!R, onde o Jay só faz rapper em inglês que eu me apaixonei pelas letras cheias de putaria e me joguei de cabeça nesse mundo. ~meu namorado gosta de rapper americanos, acho que me influenciou tbm, mas, Jay Park veio antes q meu namorado kkkkk~

Lets go into the room in the bed ~sing

Inventei de acompanhar o WIN: WHO IS NEXT, programa da YG para lançar Winner e IKON, e lá fui eu novamente só ter olhos pro Mino, Bobby e BI.


Esse MV é bem depois do programa da YG, mas tem os 3 juntos e ainda de quebra com o pai da Haru *-*

E foi no ano passado, por culpa do Jay Park ~denovo~ mais o Song Mino que eu inventei de assistir Show Me The Money 4, e assim minha vida acabou só vejo hiphop, só ouço hiphop ~já não importa o idioma~


*--------------*

Dali eu passei pro Unpretty Rapstar, Unpretty Rapstar 2, The Collaboration ~programa chinês com coreanos participando~, Show Me The Money 5.

Nesse meio tempo eu viciei a Thais em rappers tbm, eu sou persistente, eu venço as pessoas no cansaço, enchi ela e Sarah com clipes de musicas dos meus favoritos até que eu criei um monstro ~thaty te amo~ que tem amado rappers tanto quanto eu kkkkk


 I did it for the love ~sing



Zico - I am you, you are me



Essa é nova, é do Bewhy, vencedor do SMTM5



Lil Boi, estava no SMTM4

Se nenhum desses MV's surtir algum efeito com pessoas que vc qr persuadir a entra no lado lindo da força HipHop, vc pode ir apelando para outras musicas desses cantores, ou ir na trilha do SMTM 4, do SMTM 5, Unpretty Rapstar 1 e 2 ou fazer como eu fiz:


Apelar pro abs do meu anãozinho *---*

Assim eu fiz meu namorado odiar coreanos, Thais vim pro lado HipHop da força e mais alguns outros amigos que são obrigados a ouvir/ ver Jay Park gostarem de HipHop ~ou só do Jay~kkkkkk

~Baby



Apostamos em Big Bang e erramos feio. YG acabou de revelar que o próximo Comeback para o dia 19 de agosto, é do Single Lifted(elevado) da CL. E nossas esperanças de que seria algo relacionado com Big Bang e seus 10 anos, desceu por ralo abaixo. Não posso nem falar a indignação que nós estamos aqui. Sinceramente, é nossa Queen mas essa não era uma boa hora para continuar promovendo o solo da CL. Primeiro, porque a prioridade deveria ser o trabalho no comeback das 2ne1, já que a situação não tá favorável. Segundo, talvez colocar Winner na frente ou até mesmo fazer algo sobre o Big Bang, porque dia 19 é aniversário de 10 anos do grupo. Mas vai entender o que Papa YG está aprontando.

Lifted também é o nome do EP americano que CL lançou no começo do ano, contendo a faixa de Hello Bitches e outras. Ela assinou com executivo Scooter Braun, talvez por isso estão voltando a dar andamento as promoções, pois o EP  não está 100% nas mãos da YG. Leia aqui o Post completo sobre os detalhes do EP Lifted da CL
Mesmo assim, eu queria comeback de Homem, cansei de comeback feminino, quero macho cantando e dançando.



















Faz algumas horas que a pagina da YG family postou essa imagem. E como todos sabem, sempre que eles postam "Who's Next?" vem tiro por aí. Ou é um Comeback ou é um Debut. Alguns estão apostando em Winner, outros em Big Bang ou 2ne1.
Nós aqui do Kpopnnect viramos detetives, no estilo Sherlock Holmes, porque a curiosidade tá de matar. E olha o que descobrimos.

Segue o nosso raciocínio:


O post que eles fizeram tem algumas tags. Mas uma em especial, nos chamou muita atenção. Essa com o  número #20160819. Fomos pesquisar na internê para ver se tinha alguma pista. E olha o que achamos! Uma publicação no instagram, sobre os 10 anos do Big Bang, feita pelo GD há algumas semanas atrás, antes deles lançarem o filme do grupo. Reparem que é a mesma tag no post do GD! Isso é muita coincidência, né nom?!
A tag #20160819 é a data de 19/08/2016 ao contrário, mesma data desse suposto comeback. Então, só pode ser Big Bang. E se for, como disse nossa ADM baby."Que venha algum DVD bafônico, com musicas bafônicas, onde eu possa gastar dinheiro com eles e ser feliz à distancia."

Se você é do time "È comeback do Big Bang", torce bastante! Porque é bem provável.











Como prometido, aqui está a segunda parte do post itazura na kiss e seus doramas parte 1, onde eu disse que falaria do outro dorama que ficou a desejar. No caso, é essa versão aqui em baixo.



Essa é a versão coreana, chamada Playful Kiss, estrelado pelo lindo, mas polêmico Kim Hyun joong e pela Jung So-min. Muitos amaram esse dorama e muitos odiaram, eu tenho que confessar, sou do time *odiei mas assisti*. Na minha opinião, esse é um drama que tinha tudo para dar certo. O kim hyun Joong é perfeito para o personagem, mas eles cortaram muita coisa da história, a atriz era meio 'sem sal', não teve aquela química e fora o final que foi estranho. Não que o mangá tenha um final, porque a autora morreu antes de terminar o último capitulo, e isso abre diversas possibilidades. Mas bem que eles podiam ter se baseado no mesmo final do anime Itazura na kiss. Longe de mim falar mal do dorama, estou fazendo apenas uma critica, comparando com os outros. Mas eu posso entender do porquê essa versão ter ficado dessa maneira. Eles fizeram de uma forma mais fofa e delicada, como se fosse para faixas etárias mais baixas, por isso não podiam fazer tantas cenas com beijos mais aprofundados. Essa deve ser a razão da falta de química entre os dois. Mas isso não desmerece a importância dessa versão para a história dos Remakes de Itazura na Kiss. Deve ser assistido também, aí você vê em qual time vai ficar.




Essa versão mais recente, se chama Mischievous Kiss: Love in Tokyo. É mais uma versão japonesaestrelado por Yuki Furukawa e Miki Honoka. O dorama é dividido em duas temporadas, Love in Tokyo 1 e 2. O que dizer dessa versão tão amorzinho?! Eu simplesmente amei! Acho que os fãs esperavam há muito tempo uma nova versão japonesa. E essa, superou todas as expectativas. O ator Yuki Furukawa é fofo, mas o seu porte físico não é 100% parecido com o Naoki do anime. Ao meu ver, o personagem deveria ser um pouco mais forte e o Yuki é muito magro. Mas a sua interpretação como Naoki ficou tão boa que isso foi o de menos. Outro ponto legal, é a escolha da atriz. Vou falar a verdade, depois da Ariel Lim, essa foi a melhor atriz que já escolheram para fazer o papel da Kotoko-chan. Não só os personagens principais, mas os personagens secundários também foram muito bem escolhidos, como Kinnosuke e a família do Naoki. Foi um combo de acertos nesse dorama. E acho que o melhor acerto que fizeram , foi a forma como fizeram as cenas. Além de serem cômicas eles pareciam realmente ser personagens de anime. Pelos gestos e efeitos na cena. 
Por isso, se não assistiram, assistam. E se já assistiram, assistam de novo.




Sim, Itazura na Kiss tem filme. Eu ainda não assisti. Mas pelas informações que eu achei. Não é apenas um, mas sim dois. A primeira parte, se chama Itazura na Kiss the movie: High school Hen, onde se passa no colegial. E a segunda, lançada esse ano 2016, que se chama Itazura na Kiss the movie Parte 2: Campus-Hen, com o casal já casado, Vocês sabem como é a história. Eu tentarei tirar um tempo para assistir e fazer um post especial sobre o filme. 

Beijos ou travessuras para vocês~!












Faz um tempinho que assisti “Michievous kiss: Love in Tokyo”. Praticamente engoli os episódios da primeira temporada e emendei direto na segunda “Love in Tokyo 2”. Só os ''dorameiros'' entendem sobre assistir uma serie em tempo record. Mas confesso que meu vicio por essa história também ajudou.
Pra quem não sabe, essa é a 4º versão desse drama romântico, baseado na história do mangá e anime "Itazura na kiss".E o meu caso é perdido, porque já assisti todas as outras 3. Cada vez que assisto uma nova versão, eu fico muito nostálgica. Afinal, foi tudo culpa do anime que eu comecei a assistir doramas. Procurei tanta coisa sobre isso na época, que achei a primeira versão do dorama Japonês. E ela era muuuito antiga. E quando digo antiga, é antiga mesmo. Lá dos anos 90. Por isso acho que depois de tantos remakes, merecia um post especial aqui no blog.


Como disse, a primeira versão em dorama foi essa japonesa, feita em 1996, quando o mangá ainda estava em andamento. Por isso, foi apenas uma short version com uma quantidade menor de capítulos, comparado com outros dramas. Estrelado pelos atores, Takashi Kashiwabara(meu primeiro crush dos doramas japoneses) e Aiko Sato. Eles deram vida ao casal principal, Naoki e kokoto. O visual do Takashi combinou muito bem com o personagem, o estilo do rosto, a altura e ele não era tão magro quanto os novos "Naokis" escolhidos recentemente. Por outro lado, erraram feio na escolha da atriz. Começando pelo cabelo curto. Mas o que me incomodava mesmo era as orelhas gigantes (abano) que ela tinha e ainda deixavam o cabelo atrás delas. Por quê vida? Por quê? Mesmo assim, o seu humor na hora de interpretar me contagiou e eu simpatizei com ela durante os capítulos. Sem deixar de ficar incomodada com as orelhas. Claro.
O desenrolar dos capítulos não foram muito parecidos com o mangá, por ser um dorama pequeno e algumas cenas principais também foram adaptadas. Porém, mesmo não sendo uma das melhores versões, devido ao ano da série e poucos recursos, eu recomendo assistirem por ser uma relíquia e lembrada até hoje. Muito sentimental e nostálgico. Vou chorar!

*Cade meu lenço?? ...... snif... ok próximo.


A segunda versão é taiwanesa, produzida em duas temporadas. It started with a kiss (2005) e They kiss again (2007). A primeira temporada tinha uns 30 capítulos e a segunda 20. Eu não lembrava que tinha tantos capítulos assim. Mas lembro que fiz muita maratona nas madrugadas para terminar de assistir. A primeira temporada, eu vi no final de 2007, nas férias da escola, enquanto passava a segunda temporada em Taiwan. Ela terminou de passar lá em abril e nas férias do meio do ano eu achei pra assistir online. Todas com legenda em inglês, porque alguns anos atrás as fansubs brasileiras ainda eram muito lentas para traduzirem.
O casal principal foi interpretado por Joe chang e Ariel Lin. Mas eu amei tanto o jeito como eles deram vida ao casal, combinaram tanto juntos, que eu shippava fortemente os dois até pouco tempo atrás. Mas recentemente descobri que a Ariel se casou com um empresário por aí. Decepcionou o coração de uma shipper. 
Outro ponto importante é o personagem Kinnouske, na série chamado Ah jin, interpretado pelo Jiro Wang. Ele é um dos integrantes da boy band taiwanesa Fahrenheit. Não tinha como ser mais perfeito. 
Se na primeira versão faltou detalhes, nessa sobrou. Tanto que eles prologavam muito os diálogos. Fora a criatividade para adaptar uma cena e aquela pitada de comédia que fazia você ter que segurar a risada para não acordar ninguém na sua casa. E o romance, os beijos que quase saltavam pela tela do computador. Doramas taiwaneses sabem ter beijos, isso não podemos negar. Porque tem uns por aí, que é muito sem graça.

Tipo o próximo dorama que eu irei falar sobre. Mas só no próximo post, porque esse já está gigante. Fiquem de olho! E ótimas madrugas para vocês.